Macedo de Cavaleiros acolheu o 1º Encontro de Estudantes Guineenses do IPB

Macedo de Cavaleiros recebeu, ontem, o 1º Encontro de Estudantes Guineenses do IPB.
Depois do município macedense ter assinado um protocolo que disponibiliza o transporte a estudantes que estejam a estudar no Politécnico de Bragança mas a dormir em Macedo, foi agora vez de trazer alguns alunos que habitam na cidade Brigantina para conhecer os cantos a terras de cavaleiros, como explica Alfa Sané, presidente do núcleo de estudantes guineenses do IPB:

“Este ano, Macedo de Cavaleiros quis receber alguns jovens. Temos um protocolo, no qual é disponibilizado transporte aos estudantes e temos ainda as mais-valias dos cursos que abriram cá. Já estamos habituados a fazer algumas atividades em Bragança e Mirandela e achámos que este ano seria bom trazer estas iniciativas a Macedo de Cavaleiros, para ser algo diferente.”

 

Nesta visita guiada a Macedo de Cavaleiros incluiu-se o Posto de Turismo, o Museu de Arte Sacra e o Geoparque. Hábitos culturais que na Guiné não são muito usuais:

“A maioria dos alunos que estão aqui chegaram este ano. Este tipo de visitas a museus, em Guiné não acontece muito. Achei que esta era uma oportunidade de conhecer mais sobre Macedo e a sua cultura.”

 

E quem por lá passou, diz gostar das terras de Trás-os-Montes:

 

“Já estou cá há dois anos e estou a gostar muito. Estive ainda seis meses a estagiar em Penafiel e agora volto a estar em Bragança. Tirando o frio, gosto muito. A maioria das pessoas são muito simpáticas. Não conhecia Macedo, só passava por aqui de carro, mas estou a gostar, a cidade é bonita.

Eu também estou cá há dois anos. É muito diferente, mas gosto muito da cidade e das pessoas. No geral, gosto de tudo.

Eu só estou cá há três meses mas também estou a gostar. Mas o que eu gosto mesmo é de jogar à bola. Ainda não conhecia Macedo, mas estou a gostar.

Estou cá há pouco tempo, só há três semanas. Estou a gostar, pessoas simpáticas e sítios muito bonitos.” 

 

 

O 1º Encontro de Estudantes Guineenses do IPB contou com mais de 60 alunos.

Segundo dados da autarquia macedense, estão a residir em Macedo de Cavaleiros uma média de 30 alunos guineenses que estudam nas escolas do IPB, dos quais cerca de 12 estão a frequentar aulas do TesP de Secretariado e Línguas que funciona na cidade.

 

Escrito por ONDA LIVRE 

 

IMG_1472IMG_1479