É já amanhã que o GDM recebe o Sporting para os oitavos de final da Taça de Portugal de Futsal

Oiça a entrevista na íntegra:

ENTREVISTA ANTÓNIO AIRES

É já amanhã que o GDM encontra o Sporting em casa para disputar os oitavos de final da Taça de Portugal de Futsal.
Um jogo que para o treinador do Macedense, António Aires, é um prémio para desfrutar:

“É um jogo que serve como prémio, tanto para os jogadores por aquilo que têm realizado, como para a direção pelo excelente trabalho que têm feito, também para o sexto jogador, que é a claque e tem sido fantástica, assim como para os nossos sócios e simpatizantes que todos os sábados nos apoiam. É um jogo para desfrutar.

Quanto ao encontro em si, estamos a falar de realidades completamente diferentes, de volumes de treino distintos, por isso, resta-nos aproveitar o momento, independentemente do que aconteça no jogo. No que depender de nós, GDM, tudo vai ser positivo.”

E a equipa, adianta António Aires, já acusa algum nervosismo para a partida mas está entusiasmada para encontrar o adversário da I Divisão:

“Estão felizes, animados, mas acusam um nervosismo miudinho porque é a primeira vez que se vêm nestas lides.

Foi uma semana de trabalho normal, com a mesma vontade que os jogadores têm tido sempre. Estão de parabéns porque até ao momento temos sido honestos no nosso trabalho, assumindo o nosso compromisso apesar das muitas dificuldades que têm enfrentado neste crescer e amadurecer. A semana de trabalho tem sido tranquila, com as limitações normais de alguns toques, lesões, mas nada do outro mundo.”

Quanto a baixas no plantel, para o treinador a maior delas é não conseguir pôr todos os jogadores em campo:

“A maior dor que tenho é não poder levar todos  os jogadores a jogo. Infelizmente a ficha de  só permite incluir 12 séniores e mais dois sub 20. Os juniores e juvenis vão podem entrar, porque não há barreira quanto a esse aspeto. Se eu pudesse trocava o meu lugar com qualquer um dos meus atletas porque a maior mágoa que tenho é não os poder levar a todos. Os jogadores têm sido incensáveis e espero que este jogo dê motivação para o campeonato, que é a nossa prioridade.

Mesmo que estivéssemos na nossa maior força, seria muito difícil ganhar, nem dá para usar a comparação de David contra Golias.”

Um momento que o técnico macedense acredita que poderia acontecer mais vezes na cidade:

“Se a direção do GDM, a autarquia e as outras forças vivas de Macedo, tivessem uma estratégia e planeamento, e claro, que isso necessitaria também de recursos financeiros, o que vai acontecer aqui no sábado de forma ocasional, podia acontecer mais vezes.

Garanto-vos que nós temos possibilidade de, em 15 e 15 dias, termos em Macedo equipas como o Sporting, o Benfica, Braga ou o Belenenses.

É preciso saber potencializar porque não é só o desporto que sai a ganhar com isto, é também a economia e o desenvolvimento da região.

Não tenho dúvidas que dá para chegar lá e acho que todos nós estamos a sentir que este é um momento que seria agradável proporcionar à nossas gentes de Macedo, onde sairiam todos a ganhar em diversos aspectos.”

O último treino da equipa macedense aconteceu ontem à noite.
Hoje é a vez do Sporting experimentar o Pavilhão Municipal de Macedo com um treino que vai decorrer durante a tarde.
A partida começa às 16h deste sábado e vai ser transmitido em direto na ONDA LIVRE TV.

Escrito por ONDA LIVRE

Imagens do último treino do GDM antes do jogo com o Sporting

IMG_1520IMG_1521IMG_1522IMG_1523IMG_1524