GDM joga primeiro jogo da fase de manutenção este sábado frente ao Gualtar

O GDM inicia já este sábado os jogos da fase de manutenção do Campeonato da II Divisão Nacional de Futsal. Começam por disputar a 2ª jornada, de forma antecipada, na qual encontram o último classificado da série A, o Gualtar.

Apesar de ser o único adversário que não conseguiu somar vitórias ao longo da fase regular, António Aires, treinador do Macedense, acredita que vai criar dificuldades:

“Apesar de não ter ganho nenhum jogo, esta equipa recuperou alguns jogadores que estavam lesionados, entre eles o capitão que é extremamente influente e tem todas as aspirações legitimas de tentar manter-se nos nacionais. Por isso, não há jogos fáceis e este vai ser extremamente difícil. É o primeiro da fase de manutenção, fase esta que decide quem permanece ou não por mais uma época nos nacionais.”

Uma fase decisiva em que a equipa Macedense vai dar tudo para conseguir atingir o objetivo, que é a manutenção na 2ª divisão:

“Esse é o grande objetivo.

Destas oito equipas, o Macedense encontra-se em quarto lugar. Estão todas muito próximas, são sete jogos e a margem de erro diminui de forma substancial porque as vitórias facilmente poderão aproximar como distanciar as posições de cada uma.

Todas as equipas têm aspirações legitimas na conquista dos pontos que estão em disputa, claro que aquelas que têm mais pontos levam já alguma vantagem, mas estamos todos muito próximos. A expressão jogo a jogo ganha uma dimensão extremamente importante nesta fase.

Amanhã vamos tentar conseguir alcançar os três pontos que estão em disputa. “

A disputar esta fase estão o Fafe, a seguir o Carrazedo de Montenegro, Nogueiró e Tenões, o Macedense, Valpaços, Âncora Praia, Arcos S. Paio e em último o Gualtar.

As cinco equipas que ao final das sete jornadas tiverem a melhor classificação, garantem a manutenção na II Divisão, enquanto as três piores descem aos distritais.

O jogo deste sábado acontece às 16h no Pavilhão da Escola EB 23 de Gualtar, no concelho de Braga.

Escrito por ONDA LIVRE