II Volta ao Nordeste chegou ontem ao fim e promete regressar com novidades em 2020

Rui Novais venceu a II Volta ao Nordeste em bicicleta que começou na passada quinta-feira, em Mogadouro, e terminou ontem, em Bragança.

O ciclista vilarealense da Skoda Irmãos Leite – Tourencinho atribuiu o mérito individual ao trabalho realizado por toda a equipa nos quatro dias de prova.

“Foram quatro etapas bastante duras, começando pela primeira com condições atmosféricas muito adversas. Gostaria de realçar o trabalho feito pela minha equipa. Com o resultado alcançado hoje, acabei por ficar com a camisola amarela, mas isto deve-se ao trabalho coletivo.

Foi uma prova muito dura mas, no entanto, é uma iniciativa de louvar nesta zona do país onde as provas de ciclismo de estrada escasseiam. É uma iniciativa a manter nos próximos anos.”

Mas o vencedor da última etapa foi Marco Alves da Precious Space/Soutense /Centro de Fisioterapia, que tinha conseguido igual feito na primeira etapa, no entanto o triunfo não foi suficiente para chegar ao lugar mais alto do pódio da classificação geral.

“Foi uma prova dura, o ritmo foi alto, tentei sempre correr mas não tive hipótese. Foi uma prova dura para ganhar. No entanto, estamos todos de parabéns. No próximo ano estamos cá outra vez com mais força para tentar ganhar.”

Em prova estiveram cerca de 150 ciclistas em representação de 25 equipas de várias localidades do país.

E em 2020 a Volta ao Nordeste vai trazer novidades. No próximo ano a prova rainha da Associação de Ciclismo de Bragança vai contar com três dias de competição e para o primeiro está já agendado um contra-relógio nocturno.

A prova deverá realizar-se em Abril, à semelhança da segunda edição, e Miguel Monteiro, presidente da ACB, diz que o objectivo é trazer cada vez mais participantes e visitantes ao distrito.

“Depende do calendário da federação e das provas que existem, porque queremos trazer gente, não só ciclistas mas também quem os acompanha. Para isso, precisamos que não coincida com outros eventos que já estão há mais tempo a decorrer e que nos possam fazer concorrência. “

Quanto ao início e chegada das etapas ainda não foram definidos os locais, mas no próximo ano há um grande possibilidade de a Volta ao Nordeste começar em Bragança. Recordamos que nestas duas edições a capital de distrito recebeu o final da prova.

INFORMAÇÃO E FOTO CIR (Rádio Brigantia)