Congresso de Medicina Popular regressa este fim de semana a Vilar de Perdizes

O Congresso de Medicina popular de Vilar de Perdizes, no concelho de Montalegre, vai decorrer de sexta a domingo.

Aquela aldeia do Barroso vai ser “invadida” por curandeiros, bruxos, videntes e cartomantes.

Desde 1983 que este evento está na primeira linha da curiosidade do público que aprecia o misticismo, como refere o presidente da Câmara de Montalegre, Orlando Alves:

“É muito interessante todo este tempo de audácia do Padre Fontes, ele que na realidade é a mente de tudo isto. O Congresso tem tido muitos momentos altos e tem recebido ao longo dos anos várias personalidades importantes. Depois, as sessões de espiritismo e bruxaria em que foi possível participar ao vivo. Temos vontade de continuar a levar este projeto, que é de cultura, para a frente, e que põe em destaque Montalegre.”

Para o autarca são iniciativas deste género que ajudam a combater a interioridade:

“Quem não é visto não é lembrado. Nós fazemos de tudo para receber visitantes. Esta é a sina das terras do Interior de Portugal, que quase passam despercebidas.”

A figura do Padre Lourenço Fontes continua a ser o foco de todas as atenções neste congresso realizado há 33 anos consecutivos.

Para além da exposição/venda de chás medicinais e outros artigos místicos, estão agendados palestras e colóquios, apresentação de livros, exibição do documentário “Padre Fontes”, muita animação de rua e claro a queimada feita pelo Padre Fontes.

INFORMAÇÃO CIR (Universidade FM)