Jornadas Culturais de Balsamão começam hoje e estendem-se até domingo

“O património literário transmontano-duriense” é o tema deste ano da 22ª edição das jornadas culturais de Balsamão, que começam esta noite e se estendem até domingo.

Um assunto que segue uma linha de continuidade relativamente ao que se tem discutido nos últimos anos, como explica Basileu Pires, presidente do Centro Cultural de Balsamão:

“Temos vindo a tratar deste tema do património cultural, do natural, e foi na sequência destes temas que este ano fomos para o património literário. Foi um tema que ainda nunca tínhamos tratado e então enveredamos por aí. Prende-se, essencialmente, com a continuidade dos assuntos anteriores. É um assunto apaixonante, falar dos nossos poetas clássicos, como Guerra Junqueiro, Miguel Torga, Trindade Coelho, e ainda os contemporâneos, como Pires Cabral, Cláudio Carneiro, entre outros. É bom falar sobre eles, porque os escritores foram sempre a consciência crítica do seu tempo.”

 

Um evento que tem vindo a perder afluência ao longo dos anos, mas que, ainda assim, é uma referência na região em termos culturais:

“Os que vêm gostam, mas penso que temos tido menos afluência. No início, as jornadas eram muito mais frequentadas, temos pessoas que já vêm há muitos anos. Vamos ter cerca de 30 pessoas este ano. Estas coisas da cultura não traz muita gente, e tenho pena disso, especialmente pelas da nossa região, porque vêm oradores de grande categoria.”

 

As jornadas iniciam esta noite, em Balsamão, com a sessão de abertura presidida por Basileu Pires. No sábado, os participantes rumam até Mogadouro, onde farão várias palestras no Centro Cultural da vila.

No domingo, último dia do evento, as sessões contarão ainda com a presença de Benjamim Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros.

Carlos d’Abreu, Albino Matos ou Cláudio Carneiro, são alguns dos vários oradores, transmontanos e não só, que por estes dias dividem cultura no Convento de Balsamão, no concelho Macedense.

 

Consulte o programa aqui:

XXII JornadasCB_tras

 

Escrito por ONDA LIVRE