Artroplastias da anca e do joelho realizadas no Hospital de Macedo com classificação máxima pela ERS

Artroplastias da anca e do joelho realizadas no Hospital de Macedo com classificação máxima pela ERS

A Entidade Reguladora da Saúde atribuiu resultados de excelência à Unidade Local de Saúde do Nordeste na segunda avaliação anual de 2019, no âmbito do Sistema Nacional de Avaliação de Saúde (SINAS).

Segundo esta avaliação, a unidade cumpre todos os critérios para a prestação de cuidados de saúde de qualidade.

A vertente de artroplastias da anca e do joelho, na área do serviço de Ortopedia do Hospital de Macedo de Cavaleiros recebeu classificação máxima (nível III).

Com a mesma classificação foram distinguidas a dimensão da Excelência Clínica, área de Cuidados Intensivos, na Unidade Hospitalar de Bragança e ainda na área de Cuidados Transversais, nomeadamente no que respeita ao tromboembolismo venoso e internamento, na Unidade de Mirandela.

A ERS avaliou ainda com classificação máxima as dimensões da Segurança do Doente, Focalização no Utente e Adequação e Conforto das Instalações nos três hospitais.

Com segundo nível de classificação ficaram as áreas de Cardiologia (Enfarte Agudo do Miocárdio), nos hospitais de Macedo e Mirandela, Neurologia (Acidente Vascular Cerebral) também no de Macedo, Cirurgias de Ambulatório no hospital de Mirandela, Ginecologia (histerectomias), Cirurgia Geral (cirurgia do cólon), Ginecologia / Obstetrícia (partos e cuidados pré-natais), Pediatria (cuidados neonatais) e Cuidados Transversais (tromboembolismo venoso no internamento) no de Bragança, obtiveram classificação de excelência nível II.

De resto, com classificação de nível I estão as áreas de Neurologia (Acidente Vascular Cerebral) das unidades hospitalares de Bragança e Mirandela, Cardiologia (Enfarte Agudo do Miocárdio), em Bragança, e Cirurgia de Ambulatório e Cuidados Transversais (tromboembolismo venoso no internamento), em Macedo de Cavaleiros.

Numa nota enviada às redações, a ULSN enaltece “o empenho e dedicação de todos os seus colaboradores na melhoria contínua da qualidade da assistência prestada”.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados