GDM terá de vencer o primeiro classificado este sábado para manter o pleno de vitórias em casa nesta fase

GDM terá de vencer o primeiro classificado este sábado para manter o pleno de vitórias em casa nesta fase

Este sábado o desafio do GDM é vencer ao único adversário que, nesta fase, ainda não conheceu qualquer empate ou derrota.

Recebe o Modicus Bruval, que é o primeiro classificado da tabela.

A dificuldade do jogo é grande e a competência pode até não chegar, considera Costinha que apesar disso, não quer quebrar o pleno de vitórias em casa desta segunda fase:

“Por isso temos de ultrapassar a expectativa e ir mais longe do que a competência que tem sido demonstrada, para conseguir equilibrar o jogo, trazendo-o para a nossa zona de conforto. Temos que conseguir puxar o jogo para o nosso modelo e forma de estar confortável a cada momento, sabendo que o adversário tem experiência suficiente para não se deixar levar para aquilo que nós queremos, impor a sua qualidade e levar-nos a entrar no jogo que eles melhor dominam.

É o jogo do gato e do rato entre duas opções estratégicas e vencerá aquele que conseguir ter o jogo mas na sua zona de conforto, sabendo nós de antemão que o Modicus é uma equipa muito experiente e com muita qualidade individual e coletiva.

Nós, em casa, também ainda não sabemos o que é perder.

Temos de, mais uma vez, contar com o grande apoio das bancadas para não nos deixar abater.”

O técnico do Macedense não atribuiu favoritismos:

“Apesar de tudo eu não atribuo favoritismo ao Modicus. Pode parecer às vezes uma arrogância da minha parte mas acho que o favoritismo está dividido e o GDM não olha para o Modicus, neste jogo, como favorito. Somos equipas que vão disputar o resultado com igual possibilidade, contamos e estamos crentes de que vamos fazer um desempenho meritório e que a vitória ficará por cá.”

Mesmo que vença este sábado, matematicamente a manutenção ainda não é possível mas fica muito próxima:

“Neste momento estão 18 pontos em disputa e nós estamos com nove.

Em caso de nós ganharmos e o livramento não pontuar, a distância passa para 12 em 15, ou seja, matematicamente ainda não está assegurada mas damos um passo muito forte nesse sentido. Em confronto direto, para já, ainda temos vantagem.

Na jornada seguinte, que não será na semana seguinte mas sim 15 dias depois, por causa da paragem da Páscoa, jogamos outra vez em casa e queríamos cimentar aí uma distância já impossível de ser recuperada pelo Livramento e consolidar o objetivo do Macedense.”

O jogo começa às 17h15 deste sábado no Pavilhão Municipal de Macedo de Cavaleiros.

Escrito por ONDA LIVRE

 

Relacionados

Comentar