A partir de hoje, o cabrito pode ser encontrado na ementa de vários restaurantes do concelho de Macedo de Cavaleiros

A partir de hoje, o cabrito pode ser encontrado na ementa de vários restaurantes do concelho de Macedo de Cavaleiros

O cabrito é considerado um símbolo religioso que representa o sacrifício e a comemoração da Última Ceia de Cristo, onde, de acordo com a Bíblia, terá sido servido.
É por isso um prato típico de se encontrar à mesa de muitos portugueses no domingo de Páscoa, que são fiéis à tradição gastronómica, de Norte a Sul do país.Em Macedo de Cavaleiros, de sexta-feira a domingo, consta das ementas dos 11 restaurantes aderentes ao fim de semana a que esta iguaria dá nome.
João Borges, proprietário de um restaurante na cidade que adere à iniciativa, explica como é preparado este prato:

“Tem de ser um cabrito fresco e da nossa região, de preferência.

Depois, cortamos o cabrito em peças iguais, todas pequenas, que vamos pôr durante 24h em vinha de alhos.

Esta receita leva vinho branco, alho, cebola, um pouco de banha de porco, colorau e malagueta ou outro picante. Fica com esses temperos dentro do frigorífico durante, no mínimo, 24h, virando a carne, pelo menos, duas vezes.

No dia seguinte colocamos bastante cebola num tabuleiro e azeite. Colocam-se as peças do cabrito por cima e rega-se bem com o molho. É importante que a carne fique sempre coberta com o molho. Vai assar no forno durante 1h30/2h, virando de vez em quando e está feito. Fica bom e suculento.

Acompanha bem com batatas assadas no forno e uns grelos ou legumes.”

Uma tradição gastronómica que faz o gosto a muitos apreciadores, trazendo até pessoas de fora a Macedo de Cavaleiros:

“É muito recomendado e procurado, por pessoas aqui de Portugal, também de Lisboa e do Porto, mas sobretudo de Espanha, muitos espanhóis que conhecem a nossa gastronomia e vêm aqui de propósito, praticamente, para comer este tipo de carnes.”

Este é o último de seis fins de semana gastronómicos que têm vindo a acontecer no concelho macedense desde novembro.
Iniciativas que pretendem destacar alguns dos produtos típicos da região, o que atrai turistas ao concelho, refere o presidente da autarquia de Macedo, Benjamim Rodrigues:

“São iniciativas positivas, que temos vindo a realizar ao longo dos últimos anos e acabam por ser um instrumento de divulgação do nosso turismo gastronómico e das nossas potencialidades.
São produtos endógenos de grande qualidade, genuínos e com confeções muito específicas, próprias do território.
Vamos culminar agora com o sexto fim de semana gastronómico, todos os outros foram um sucesso porque as pessoas já vêm à procura do produto específico.
São formas de nós podermos divulgar o que de melhor tem e a região e, ao mesmo tempo, fazemos uma promoção turística, captando a vinda de turistas, não só internos mas também de fora do país.”

As castanhas, o azedo, as casulas e o butelo, o javali, o grelo e agora o cabrito, foram os produtos escolhidos para os seis fins de semana gastronómicos do concelho de Macedo de Cavaleiros, que estiveram em destaque nas ementas de vários restaurantes desde novembro.

Escrito por ONDA LIVRE

Confira os restaurantes aderentes aqui ⬇️

Business Card Mockup

Relacionados

Comentar