No Vale do Tua, vão ser usados morcegos para combater pragas

O Parque Natural Regional do Vale do Tua aposta nos morcegos como arma de combate às pragas agrícolas e florestais e dessa forma evitar o uso de pesticidas.

O projeto pioneiro foi apresentado, esta terça-feira, e consiste na colocação de meia centena de postes e caixas-abrigo, em propriedades agrícolas da área do parque, com o propósito de criar condições para os morcegos se instalarem e ajudarem a combater as pragas de uma forma natural.

O projeto, que tem um investimento de 200 mil euros, vai durar três anos e em caso de sucesso pode vir a ser uma prática alargada a outras propriedades agrícolas

Este projeto resulta de uma candidatura ao Fundo de Conservação da Natureza e da Biodiversidade, gerido pelo Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, com o objetivo de utilizar a biodiversidade para ajudar a combater as pragas agrícolas e evitar o uso de pesticidas.

Para tal, já colocou, nos cinco concelhos abrangidos pelo Parque, 50 postes e caixas-abrigo em terrenos agrícolas com o propósito de criar condições para este animal se instalar e dessa forma aumentar a possibilidade de se alimentarem de insetos nestas zonas

O projeto, que tem um investimento de 200 mil euros, vai durar três anos. Agora só resta aguardar pelos resultados do projeto.

Informação CIR (Rádio Terra Quente)