CIM-TTM mostra preocupação relativamente ao encerramento do Centro de Distribuição Postal em Vinhais

CIM-TTM mostra preocupação relativamente ao encerramento do Centro de Distribuição Postal em Vinhais

A CIM Terras de Trás-os-Montes está contra o encerramento do Centro de Distribuição Postal em Vinhais.

A Comunidade Intermunicipal manifestou total solidariedade e concordância com a posição da Câmara Municipal de Vinhais relativamente a esta decisão dos CTT.

Segundo o presidente desta CIM, Artur Nunes, esta é uma política centralizadora que desrespeita as necessidades e interesses da população do concelho de Vinhais:

“Esta reorganização por parte dos CTT relativamente à distribuição do correio é uma situação que nos preocupa. Ficamos sem os serviços em cada um dos concelhos, é verdade que é uma empresa privada mas de qualquer maneira é mau para as populações. Perdemos mais um serviço, já reivindicamos também relativamente a Vimioso mas esta situação está a ser muito prejudicial para os nossos concelhos.”

Os autarcas dos nove concelhos que integram a CIM Terras de Trás-os-Montes não aceitam os argumentos para o encerramento do centro de distribuição, medida que já se repetiu noutros concelhos do distrito de Bragança:

“Houve uma reorganização do serviço de distribuição e aquilo que os CTT argumentam é que há uma melhor serviço prestado. O que nós dizemos é que não concordamos porque, na nossa opinião, saindo o serviço do concelho prejudica-o.”

A Comunidade Intermunicipal vai transmitir esta posição de discordância às entidades competentes, nomeadamente ao primeiro-ministro, ministro das Infraestruturas, ANACOM e CTT de Portugal.

“Tal como fizemos com Vimioso vamos fazer agora. Há uma preocupação que se mantém porque temos dúvidas que esta alteração traga melhorias, aliás, temos imensas reclamações por parte da população.” 

A CIM Terras de Trás-os-Montes defende que o encerramento destes serviços “atenta contra a coesão social, económica e territorial” e diz que “com políticas deste género se está a contribuir para o despovoamento das zonas de interior”.

O Centro de Distribuição Postal em Vinhais encerrou em Vinhais em Setembro e foi centralizado em Bragança, o que obriga os carteiros do concelho vinhaense a percorrer mais quilómetros diariamente.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)

Relacionados

Comentar