Jovem de 14 anos desaparecido no rio Tua em Mirandela

Jovem de 14 anos desaparecido no rio Tua em Mirandela

Um estudante de 14 anos da Escola Secundária de Mirandela desapareceu, esta tarde, no rio Tua, quando nadava com outros colegas na praia fluvial da cidade, que ainda não tem vigilância, dado que a época balnear só começa no dia 1 de julho.

Aproveitando a tarde sem atividades letivas e com mais de 30 graus de temperatura, o grupo de colegas da escola entrou na água com o intuito de atravessarem a nado para a outra margem, onde se localiza uma fraga, para efetuarem mergulhos, uma prática habitual em tempo de Verão.

No entanto, o jovem aluno do 9º ano de escolaridade, a meio do percurso, sentiu dificuldades em continuar a nadar, e acabou por desaparecer nas águas da praia fluvial Arquiteto Albino Mendo, como descreve Sílvia Alves, que estava no areal da praia fluvial com a família:

“Era um grupo de miúdos até aos 14 anos, que estavam aqui a brincar. Começaram a fazer a travessia do rio e um deles começou a ficar ofegante, já a pedir ajuda. Um dos colegas foi auxiliá-lo, começou a nadar de bruxos e o colega agarrado ao pé dele, a tentar manter-se à tona. Quando o colega se apercebeu que não estava a conseguir, começou a chamar ajuda. Nós pensávamos que estavam na brincadeira, mas o rapaz fez um pedido de ajuda mais forte e eu pedi ajuda a um grupo de rapazes que socorreram logo, foram à água. Liguei para o 112.”

Sílvia Alves ligou para o 112 e rapidamente chegaram ao local vários meios de socorro. O comandante dos bombeiros voluntários de Mirandela, Luís Carlos Soares, explica o que está a ser feito no local para tentar encontrar o corpo, para já sem resultados:

“Estamos a varrer de norte para sul, perto do potencial local onde os populares indicaram,  para que haja maior probabilidade de encontrar a criança. Estamos a falar de uma profundidade de 8 a 10 metros”.

Para já continuam a ser feitas buscas para encontrar o jovem de 14 anos. No local está uma equipa de quatro mergulhadores dos bombeiros voluntários de Mirandela, duas ambulâncias de emergência, uma viatura médica e o apoio psicológico do Município de Mirandela. A PSP tem também vários elementos a tomar conta da ocorrência.

INFORMAÇÃO CIR (Terra Quente FM)

Relacionados