Lucinda Moreiras e Carlos Lopes venceram a Taça Distrital de Corrida de Montanha

Lucinda Moreiras e Carlos Lopes venceram a Taça Distrital de Corrida de Montanha

Foi entre a cidade de Macedo de Cavaleiros e a aldeia de Vilar do Monte, no mesmo concelho, que este ano se determinou o campeão da Taça Distrital de Corrida de Montanha.

O primeiro a chegar à meta foi Carlos Lopes, da Associação de Jovens Ativos Mogadourenses, que em pouco mais de 53 minutos conseguiu percorrer os cerca de 12km do percurso:

“A prova foi bastante dura no início, mas com bons trilhos. Tive sorte em vencer, porque não conhecia a zona nem o percurso e é sempre bom conhecer sítios novos. Agora estamos numa fase em que já vamos para a quarta etapa da Taça de Corrida em Montanha, falta a última etapa e estou empatado com o primeiro, vamos ver se consigo ganhar.”

Em femininos, o pódio pertence a Lucinda Moreiras, nascida na aldeia de Morais, em Macedo de Cavaleiros, que corre pelo GD Bragança.

Aos 53 anos e com mais de 30 de carreira, soma vários títulos de campeã de Portugal em Corrida de Montanha e participou em diversos campeonatos internacionais.

Nesta prova demorou 1h12 e conta que teve algumas dificuldades devido aos efeitos secundários da vacina contra a Covid-19:

“A maior dificuldade foi ter tomado a vacina contra a Covid-19 há cerca de duas semanas e ter ficado sem força. No entanto, o percurso estava bem medido, tinha uma excelente paisagem e é um percurso técnica como se quer nestas corridas. Não tenho nada a apontar.”

O ano passado a competição não se realizou e nesta II edição do Trail Rota do Corço participaram 60 atletas, o máximo permitido tendo em conta as limitações vigentes com a pandemia, que obrigaram também a adotar algumas regras em termos logísticos, como explica o presidente da Associação de Atletismo de Bragança, Rodolfo Moreno:

“No ano passado, devido à pandemia, não se realizou a edição de 2020. Temos cumprido todas as restrições da DGS. Temos tido o interesse de muitos atletas, mas temos de limitar a participação para que a segurança não fique comprometida.” 

A prova foi organizada pela Vimont, a Associação Juvenil de Melhoramentos de Vilar Do Monte, com apoio da autarquia de Macedo e condução técnica da Associação de Atletismo do distrito.

Em tempos normais, era habitual a Vimont organizar uma prova de ciclismo por esta altura, que este ano foi substituída pelo atletismo.

Mas já há data prevista para o regresso às pedaladas, deixa saber o diretor desportivo da associação, Nuno Pessegueiro:

“Vimos que o BTT estava a ficar em declínio e decidimos focar-nos no Trail. Estamos a sair-nos bem. Ainda assim, queremos voltar a trazer o BTT dia 3 de outubro, dia em que vamos organizar uma prova que conta para o Open Regional. 

Foi difícil organizar este evento devido à situação que vivemos. Muita burocracia e papéis para tratar.”  

Nos dias 7 e 8 de agosto a associação organiza um evento de receção aos emigrantes, que vai acontecer em Vilar do Monte com várias atividades ainda a definir.

Escrito por ONDA LIVRE 

IMG_8358 IMG_8362

Relacionados