Retomou ontem o julgamento dos homens acusados da morte de Luís Giovani Rodrigues

Retomou ontem o julgamento dos homens acusados da morte de Luís Giovani Rodrigues

Retomou, ontem à tarde, em Bragança, o julgamento dos sete homens acusados da morte do estudante cabo-verdiano Luís Giovani Rodrigues. O julgamento esteve parado mais de um mês, por causa das eleições autárquicas.

Ontem, o colectivo de juízes continuou a ouvir algumas testemunhas abonatórias dos arguidos, sendo que, no total, há ainda 23 por escutar.

Depois de mais de um mês de paragem, o julgamento volta agora a ficar suspenso, até ao dia 16 de Novembro, desta vez por questões de agenda.

Além de estarem acusados de um homicídio qualificado na forma consumada, os sete homens respondem ainda por três crimes de ofensas à integridade física agravadas, contra os três amigos que acompanhavam o recém-estudante do Instituto Politécnico de Bragança, na madrugada do dia 21 de Dezembro de 2019.

Segundo a acusação, a morte de Luís Giovani Rodrigues resultou das agressões que sofreu, durante uma contenda, que começou num bar e terminou numa rua ao lado. Nesta estariam presentes, pelo menos, os sete homens que se sentam no banco dos réus, assim como os quatro ofendidos, todos eles naturais de Cabo-Verde.

INFORMAÇÃO CIR (Rádio Brigantia)   

Relacionados

Comentar