Município Macedense vai implementar o Orçamento Participativo

Município Macedense vai implementar o Orçamento Participativo

No próximo ano o Município Macedense vai implementar o Orçamento Participativo. Esta é uma iniciativa onde se pretende que as pessoas apresentem propostas de projetos que considerem necessários para o concelho. Posteriormente, estas ideias são votadas e aquela que reunir o maior número de votos será executada pela Câmara Municipal, como explica Paulo Rogão, vereador da autarquia:

“No fundo é um processo invertido. Normalmente a Câmara idealiza os projetos e implementa-os. Nesta iniciativa, são as pessoas que através das participações apresentam as propostas e a mais votada é executada pela Câmara. Acreditamos que assim estamos a fomentar a cidadania ativa num processo de decisão tão importante. É mais uma medida a pensar nos macedenses e queremos que todos participem, sendo que podem fazê-lo todos os que tenham idade igual ou superior a 18 anos e que residam, trabalhem ou mantenham qualquer relação com a cidade.”

 

As áreas temáticas abrangidas inserem-se em diversos setores, sendo que devem respeitar o limite orçamental de 50 mil euros:

“Esta é a primeira edição e por isso decidimos abranger todas as áreas de governação municipal, destacando o equipamento urbano, educação, desporto, ação social e ambiente. Alocamos 50 mil euros para esta iniciativa e as ideias apresentadas têm de respeitar este montante. Estamos em crer que, a verificar-se o sucesso desta iniciativa, nos próximos anos iremos aumentar este montante.”

 

E para participar, há duas alternativas:

“Podem participar através de uma aplicação específica que temos no site da Câmara Municipal onde se têm de registar e depois, sem qualquer papel, formular o projeto. É também uma forma de desmaterializar papel. 

Outra alternativa é fazê-lo através de um requerimento que a própria aplicação gera e depois é só dirigirem-se ao atendimento ao público do Município e entregar.”

Os cidadãos podem apresentar as suas propostas entre 1 e 28 de fevereiro e votar entre 2 de maio e 30 de junho de 2022.

Escrito por ONDA LIVRE 

Relacionados