Autarquia de Macedo e concelhia do PSD pronunciam-se sobre situação financeira da Rádio Onda Livre

Autarquia de Macedo e concelhia do PSD pronunciam-se sobre situação financeira da Rádio Onda Livre

Após as notícias que recentemente deram conta das dificuldades financeiras que a Cooperativa de Informação e Cultura, Rádio Onda Livre Macedense atravessa, a Câmara Municipal e a concelhia do PSD de Macedo vieram a público pronunciar-se sobre o assunto.

Numa nota enviada à comunicação social, o autarca macedense, Benjamim Rodrigues, refere que o protocolo anteriormente estabelecido com a Rádio é “ilegal e pode colocar em causa a liberdade editorial e de programação da rádio”. Como tal, o edil sustenta que “ a solução passará então pela celebração de um contrato de prestação de serviços” que “creio que é a solução que melhor defende os interesses das duas partes, nomeadamente da Rádio Onda Livre”, acrescenta.

Em suma, e mencionando um parecer jurídico que diz ter sido pedido em 2014 em relação a este documento, o presidente reforça que “o protocolo deveria ser transformado num contrato de prestação de serviços, com o respetivo procedimento concursal público prévio”.

Recordamos que na assembleia geral extraordinária da Cooperativa de Informação e Cultura, Rádio Onda Livre Macedense, que aconteceu a 13 de novembro, os cooperantes acordaram em redigir um novo documento com as devidas condições contratuais, que será entregue para apreciação do presidente da Câmara, Benjamim Rodrigues.

Também a concelhia do Partido Social Democrata de Macedo de Cavaleiros veio recentemente a público manifestar-se sobre a situação da Rádio Onda Livre. Em comunicado, aquela força partidária concelhia diz que “a Rádio Onda Livre assume-se como o meio privilegiado de comunicação e interação com a população do concelho e da região” que “tem vindo a reforçar, ao longo dos anos, a sua posição ao nível da informação, da cultura e do desporto, da divulgação e entretenimento” entendendo assim o PSD que “está neste momento em causa a defesa do relevante interesse público que a Rádio Onda Livre representa e que se encontra ameaçada pelo constante adiamento de soluções e apoio financeiro, por parte do atual executivo”.

Aguardam-se agora as negociações entre a Rádio Onda Livre Macedense e Câmara Municipal, com o fim de se chegar a um acordo que satisfaça ambas as partes, de forma a que os constrangimentos financeiros que assolam a Rádio se ultrapassem, evitando o despedimento de pessoal, solução que está posta em cima da mesa.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar