Hotel de charme em Mogadouro. Construção do “Douro Equus Resort Natur” já arrancou

Hotel de charme em Mogadouro. Construção do “Douro Equus Resort Natur” já arrancou

 

Está lançada a primeira pedra daquele que será o maior investimento privado dos últimos quinze anos, no Nordeste Transmontano.

O “Douro Equus Resort Natur”, um hotel de quatro estrelas ficará instalado na freguesia de Vila de Ala, concelho de Mogadouro.

Um investimento de 7,6 milhões de euros, e que irá criar 25 postos de trabalho.

A ideia nasceu há cinco anos e hoje é uma aposta viva que será concretizada pelo administrador da Mogaequestre, a entidade promotora do projeto.

 

Hotel de charme 1

“É composto por um centro hípico que terá capacidade de alojamento para 40 cavalos. Poderão ser realizadas aqui provas de obstáculos a nível nacional e internacional. O picadeiro coberto estará equipado com um piso onde poderão ser realizados diversos eventos sociais, desde congressos, encontros. Há uma falta de locais de grande envergadura para o acolhimento de pessoas. O restaurante tem capacidade para 150 pessoas e dará uma enfase muito grande há gastronomia local. O hotel terá 30 unidades, 20 quartos e cerca de 10 apartamentos para alojamento. Está equipado com spa, piscina coberta e descoberta.”

 

Visando o desenvolvimento turístico e a valorização dos recursos endógenos da região, Nuno Oliveira, da entidade promotora do projeto frisa que o IC5 foi um fator de peso para avançar com o investimento.

 

Hotel de charme 2

“O IC5 foi um dos fatores que nos incentivou mais a realizar este investimento. As acessibilidades são um fator muito importante para o sucesso deste projeto. Houve um apoio das entidades competentes e um apadrinhamento porque este projeto está a ser maturado há cinco anos. Todas estas áreas de investimento foram alvas de vários estudos. Esta região tem vários recursos que não estão explorados, o nosso objetivo é dar vida a esses recursos e um apoio à economia local.”

 

Para o presidente da Câmara de Mogadouro, Moraes Machado, a criação deste hotel de charme, representa um impulso ao desenvolvimento de todo o concelho.

 

Hotel de charme 3

“Dotar Mogadouro de equipamentos e infraestruturas que lhe permitam dar o salto para o desenvolvimento. Quando nos aparece a oportunidade de fazer um desenvolvimento desta natureza não há outra solução, nem eu compreenderia de outra maneira, se não acarinhar com todas as forças da Câmara Municipal a implementação do projeto.”

 

O empreendimento abrange uma área de 22 hectares de terreno, com uma vertente direcionada aos aficionados dos desportos equestres, com um centro hípico e um biocampus, para promoção da fauna e flora da região.

Para o presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal, esta é uma aposta diferenciadora que irá canalizar os milhões de turistas que visitam anualmente a região.

Melchior Moreira sustenta a crescente procura do turismo equestre, associado à gastronomia e aos vinhos que a região oferece e que será um excelente mote de atratividade.

 

Hotel de charme 4

“Temos aqui um nicho de mercado importante no País e claramente na Região Norte. Nesta questão do turismo equestre, falta-nos uma oferta qualificada em termos de hotelaria na região norte. Estamos aqui a dar os primeiros passos, tendo aqui uma boa unidade hoteleira associando-a a dois produtos que são fundamentais. Por um lado o turismo da natureza que é o rei na região transmontana. Por outro lado a gastronomia e os vinhos, será uma componente desta unidade, um produto estratégico a nível nacional e um produto de primeira aposta na região norte. Esta unidade hoteleira vai apostar também na caça, em termos de oferta na carta gastronómica como também na promoção da área regional.”

 

Declarações proferidas à margem da cerimónia de lançamento da primeira pedra, no passado sábado, de um hotel quatro estrelas que vai nascer, na freguesia de Vila de Ala, em Mogadouro.

A conclusão do empreendimento está prevista para Agosto de 2014.

 

Escrito por Onda Livre

 

Relacionados