Macedenses desejam menos impostos para 2014

2014 começou há poucos dias, e a Rádio Onda Livre/CIR foi saber quais os desejos dos macedenses para este ano novo.

Para além dos votos habituais, de saúde, paz e amor, também a crise e a subida dos impostos fazem parte da lista daquilo que os nordestinos gostavam de ver alterada em 2014.

 microfone

“O que desejo para 2014?

Que seja melhor do que o 2013, um bocadinho mais.

Menos crise, mais emprego, menos impostos. “

“Saúde, paz, menos imposto e mais dinheiro.

É o que faz falta.”

“Paz, alegria e amor para todo o mundo.

E menos impostos, que ainda há um bocado paguei 1300€.”

Já outros vão mais além, e pedem mudanças ao nível social e político para este novo ano, como defende Carlos Aberto.

 

microfone

“Para mim, o mais importante é que a população de Macedo de Cavaleiros, e do nosso país, cambiem este esquema político.

Se continuar assim, um dia vai chegar a uma guerra.

Tem que ser de mudança este novo ano. Tem que haver uma modificação na nossa terra portuguesa.

Um povo tão conquistador, no mundo inteiro, que está marcado na história, e não é capaz de fazer nada.

Essa é a minha revolta.

Tenho pena de ver essas pessoas idosas, que estão a sofrer pelo país todo. E ninguém se mexe por essas pessoas.

Os jovens não têm capacidade de nada. Têm estudos, mas não têm trabalho.

A população toda está a sofrer.”

Para o ano de 2014 os macedenses juntam aos seus pedidos não só saúde, paz e amor, mas também uma melhoria da economia e uma revalidação social.

 

 Escrito por ONDA LIVRE