Feira dos Gorazes aumenta dias ao certame e ao orçamento

A Feira dos Gorazes realiza-se por mais um ano em Mogadouro, de 10 a 16 deste mês.

Este ano a feira conta com mais dois dias. Outra novidade é a existência de uma tenda fechada destinada aos expositores, desvenda Horácio Sá, presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Mogadouro.

microfone profissional 4 (1)

“Este ano temos mais dois dias de feira, alargamos na vertente de espetáculos com mais qualidade para podermos ter mais visitantes.

Houve ainda a criação de uma tenda nova para colocarmos os expositores com os produtos da terra, porque as condições que existiam eram muito fracas e com esta tenda eles têm um lugar que merecem com estrutura toda fechada uma tenda com qualidade.”

 

Este ano prevê-se que estejam presentes 154 expositores, alguns oriundos de Espanha.

Os fortes do certame são os setores das maquinarias, da agricultura, da gastronomia e dos produtos locais, que tornam a feira essencialmente comercial.

microfone profissional 4 (1)

“Isto é uma feira comercial,  em que ao cariz de vir comprar aos Gorazes, como já é tradição, as pessoas vêm, vêem e compram. Somos, comercialmente, e não como uma festa é lógica vertente da festa é importante à noite atrai bastantes visitantes que por sua vez também vão comprar.

Temos um restaurante na feira, os bares, que são também locais para ajudar o comércio local. A vila de Mogadouro no período da feira tem uma ocupação total, os restaurantes estão cheios, as camas estão esgotadas, ao nível da ecónomia funciona muito bem.”

 

Este ano o orçamento da feira quase duplicou, ao passar para 160 mil euros.

Francisco Guimarães, presidente do município de Mogadouro, realça que são investimentos que podem movimentar mais gente para a região, muito por causa dos novos acessos.

microfone profissional 4 (1)

“Neste fim de semana, em que inauguramos a loja de turismo alguém me dizia que achava que haveria muita gente em Mogadouro, procurando, exatamente, a gastronomia a nossa linda paisagem, a beleza natural que nós temos.

As pessoas vem porque estamos com fácil acesso, estamos a duas horas do Porto muitos dizem isso agora ir a Mogadouro é como ir a Matosinhos. Hoje as pessoas têm facilidade de se poderem deslocar a Mogadouro.

Vêm procuram e passam aqui o fim de semana e o que nós queremos é que passem aqui muitos fins de semana mas que sejam também agradavelmente recebidos.”

 

O dia em que a Feira dos Gorazes deste ano foi apresentada, serviu ainda para anunciar que está em fase de projeto um pavilhão multiusos, que irá alargar o espaço coberto existente.

O objetivo é melhorar o recinto, e prevê-se que esteja concluído dentro de 2 anos, adianta o presidente da câmara, Francisco Guimarães.

microfone profissional 4 (1)

“O município neste momento tem já em fase de ante-projeto a criação de um pavilhão multiusos, mas para também alargarmos a área coberta da feira terá multiatividades exatamente para não criarmos só um espaço dedicado às feiras, porque há várias atividades ao longo do mês que se podem depois desenvolver ali e também a remodelação do atual pavilhão já existente.

Uma nova estrutura com a remodelação e ampliação da existente também. Eu gostaria muito de vos dizer que para o ano seria um sonho, não, para o ano ter o projeto pronto e elaborado já é bom porque também não podemos andar a fugir, ao fazermos as coisas temos que as fazer com os pés assentes na terra efetivamente porque também são valores que ficam em custos elevados e portanto espero bem que daqui a dois anos possamos estar aqui neste mesmo local dizer-vos que vamos fazer a inauguração do novo espaço da feira.”

Um investimento que vai ultrapassar os 2 milhões de euros e que poderá vir a recorrer a fundos comunitários.

 

Escrito por ONDA LIVRE