Inaugurado Centro de Apoio à Vítima De Violência Doméstica de Lamego

Entrou na sexta-feira passada em funcionamento o Centro de Apoio à Vítima de Violência Doméstica de Lamego curiosamente um dia antes de uma mulher morrer nas ruas daquela cidade, vitima do ex-marido. No passado sábado, um homem atingiu a ex-mulher, com a qual estava em processo de divórcio, com três tiros, tendo-se suicidando de seguida.

Teresa Morais, secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, esteve na abertura da estrutura e diz que se justifica plenamente, e espera que abram mais serviços do género por todo o país. A secretária de estado diz que os números da violência doméstica ainda são muito preocupantes, e refere que não se pode dizer que houve um aumento nos últimos anos, mas sim uma desocultação dos casos de violência doméstica

Para já, este centro vai contar com um serviço de atendimento e encaminhamento, mas nos próximos meses irá também contar com um serviço de apoio jurídico.

O Centro de Apoio à Vítima de Violência Doméstica de Lamego entrou em funcionamento na sexta-feira, um dia antes de uma mulher ser morta numa rua da cidade pelo ex-marido.

Informação CIR (Universidade FM)