Geopark Terras de Cavaleiros integra programa pioneiro da UNESCO para auxiliar geoparques aspirantes

Geopark Terras de Cavaleiros integra programa pioneiro da UNESCO para auxiliar geoparques aspirantes

De hoje até dia 24 deste mês, dois representantes de geoparques aspirantes colombianos estão no território do Geopark Terras de Cavaleiros a aprender mais sobre o funcionamento de um geoparque.
Trata-se do programa Global de Orientação e Intercâmbio de Conhecimento de Geoparques da UNESCO, uma iniciativa pioneira criada por esta última com o objetivo de dar assistência em campo a dez geoparques aspirantes de países menos desenvolvidos do mundo.
Para isso foram selecionados nove geoparques já pertencentes à Rede Global e um deles foi o de Macedo de Cavaleiros, onde por estes dias vão ser fornecidas informações importantes sobre o funcionamento de um geoparque, de forma a auxiliar no processo de inscrição, como explica Benjamim Rodrigues, autarca macedense:

“Vão ter a possibilidade de vivenciar a forma como se gere um geoparque, quais são as suas práticas diárias, qual é o seu enquadramento no território, e ter a noção dos conceitos de geoconservação, proteção ambiental, educação e desenvolvimento sustentável.

Tudo aquilo que nós, com a nossa experiência, pudermos facultar e propiciar a esses dois elementos colombianos, para que tenham a oportunidade de aprender a gerir um geoparque, será feito.

Terão toda a nossa disponibilidade para lhes proporcionar todas essas experiências que ajudarão a candidatar e a promover o seu próprio geoparque.”

Em Macedo de Cavaleiros estão dois representantes do Parque Nacional Los Nevados e do Geopark Aspirante Vulcânico El Ruiz, ambos da Colômbia.
A cada ano, a UNESCO tem recebido novos projetos de geoparques aspirantes de países menos desenvolvidos que necessitam desta ajuda.
Atualmente existem 147 geoparques globais da UNESCO em 41 países.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar