João Paulo Félix está a correr Portugal pelos direitos das crianças e vai passar pelo Azibo

João Paulo Félix está a correr Portugal pelos direitos das crianças e vai passar pelo Azibo

O ultramaratonista João Paulo Félix está a fazer a Volta a Portugal, a correr, pelos direitos das crianças.

São 2.222 quilómetros, durante 40 dias, numa aventura que começou no passado dia 15, na Praia da Areia Branca, na Lourinhã, e termina no dia 23 de agosto, no mesmo local.

Ligado à juventude na sua vida profissional, propôs-se a superar os seus limites enquanto luta por uma causa: 

“Achei que faria todo o sentido, enquanto cidadão, corredor e profissional, ter um projeto que possa ter na agenda os direitos das crianças, que é um tema central para o futuro da nossa sociedade.

Este é o meu contributo que espero que ajude a que os diretos sejam reconhecidos e que cada cidadão/entidade os possa pôr em exercício.

Em algumas localidades vou ter palestras, falando de forma informal sobre os direitos das crianças.”

Uma volta que considera estar a ser “uma festa”: 

“É muito exigente e histórico ver uma corrida em Portugal com 2222km.

Vou tentar conquistar essa marca histórica, estou longe mas tenho o sonho de o conseguir, e tenho todos os recursos físicos e mentais para conquistá-lo.

É um teste de grande paciência, km a km, etapa a etapa, e tem sido uma festa incrível porque tem-se desenvolvido muitas entidades, vários grupos de corridas, atletas, entidades oficiais e até crianças que nos recebem nas localidades, e por isso tem sido uma festa extraordinária que dará muito sentido a este grande projeto.”

Em 2017, João Paulo Félix correu de Chaves a Faro, já fez Porto/Lisboa pela praia, desafiou-se pela Estrada Nacional 122, entre muitas outras aventuras que considera como provas de superação.

No dia 10 de agosto tem passagem marcada pela Albufeira do Azibo, em Macedo de Cavaleiros: 

“Vou terminar essa etapa no vosso concelho, no lindo espelho de água do Azibo, onde espero poder também fazer a festa. Estão todos convidados para isso, dentro das regras de segurança que têm de ser cumpridas devido à pandemia.

Estou muito expectante e quando acabar esta etapa vou dar um mergulho no Azibo.”

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Macedo de Cavaleiros irá juntar-se a este evento, envolvendo alguns atletas locais que, a título individual, nos dias 9 e 10 de agosto acompanharão o atleta desde Macedo  até à meta de chegada e partida, no Azibo.

Foto: João Paulo Félix

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados

Comentar