Derby transmontano quebra jejum do CA Macedo com empate frente ao Vila Real

Derby transmontano quebra jejum do CA Macedo com empate frente ao Vila Real

Foi este domingo que o CA Macedo quebrou o jejum e empatou em casa no derby transmontano com o Vila Real por 1-1 na jornada 12 do Campeonato de Portugal.

O jogo foi para intervalo com vantagem para a equipa visitante, conseguida aos 44 minutos. No segundo tempo, a igualdade é conseguida através de Flávio, que regressou ao relvado neste jogo, depois de um longo período lesionado.

Para o técnico do Macedo, José Carlos Afonso, o resultado espelha uma atitude diferente dos jogadores e está convicto que este é o rumo certo para mudar a trajetória da equipa:

“O mais importante neste jogo não foi o ponto, mas sim a postura de todos os jogadores, que eu já tinha vindo a notar nos treinos e no jogo anterior.

Hoje sabia que era um jogo importante, porque era em nossa casa e houve uma postura excelente por parte dos jogadores todos. Nesta fase comprometi-me a pôr uma equipa deste género, mais agressiva, vencedora, e se continuarmos a crescer desta maneira estou convencido que vamos ser diferentes na fase seguinte deste campeonato. Quando cheguei encontrei esta equipa a fazer lances ingénuos, coisas que se aprendem na formação.

Estamos a trabalhar e não será de um dia para o outro.”

Para resolver as falhas de finalização, José Carlos Afonso diz serem necessários reforços e já houve contactos:

“Estou a ver que é provável que precisemos de reforços do meio-campo para a frente. Estamos a trabalhar nesse sentido mas é muito difícil, com o orçamentos que temos, ir buscar jogadores de um nível diferente. Mas já estão adiantadas ligações para ver se eventualmente isso acontece.”

Do lado do Vila Real, que com este carimba o quinto empate da época no campeonato, o treinador Diogo Coutinho, aponta o dedo ao relvado:

“Não foi um jogo muito bem disputado, o relvado também não nos permitiu fazer o que mais gostamos e sentimos alguma dificuldade inicial a adaptar ao piso, até porque a bola saltava muito.

Foi necessário adaptar a estratégia e a forma como estávamos a jogar, optando por um jogo um pouco mais direto, no qual também admitimos que não nos sentimos tão confortáveis. Penso que isso também acabou por nos prejudicar um pouco porque estamos habituados a praticar outro tipo de futebol.

A classificação da equipa adversária não traduz aquilo que é a sua qualidade, que também já no primeiro jogo nos causou bastantes dificuldades.

Acredito que em um outro tipo de piso tínhamos capacidade para fazer mais e melhor. Ainda assim, não nos podemos desculpar com isso, pois o piso era igual para as duas equipas.”

O CA Macedo continua a encaixar no último lugar da tabela, agora com dois pontos, depois do primeiro ter resultado do empate com o Tirsense na jornada 6.

No próximo domingo o CA Macedo vai a casa do Berço SC em busca dos três primeiros pontos, adversário que este domingo perdeu com o Vila Meã por 2-1.

Escrito por ONDA LIVRE

Relacionados