Técnica da AMTQT detida pela PJ por ser suspeita do crime de corrupção passiva

Técnica da AMTQT detida pela PJ por ser suspeita do crime de corrupção passiva

Uma técnica superior da Associação de Municípios da Terra Quente Transmontana, sediada em Mirandela, foi detida, esta terça-feira, pela Polícia Judiciária de Vila Real, fortemente indiciada pela prática do crime de corrupção passiva, adianta a PJ em comunicado.

“A investigação permitiu apurar que a suspeita, pelo menos desde o ano de 2015, terá violado as suas obrigações funcionais em processos de adjudicação de contratos de prestação de serviços celebrados entre a Associação Municípios da Terra Quente Transmontana e terceiros, causando com essa conduta prejuízo ao erário público”, explica a PJ.

Dois homens e uma empresa, que prestava serviços à Associação de Municípios, também foram constituídos arguidos no âmbito do mesmo processo. As buscas realizadas pelos inspetores permitiram apreender “elementos probatórios relacionados com os ilícitos em investigação”.

A detida, com 45 anos, vai ser presente ao Tribunal de Mirandela para ser interrogada por um juiz de instrução criminal.

INFORMAÇÃO CIR (Terra Quente FM)

Relacionados

Comentar